DRM e Pirataria | 05/03/2007 07h46 - Atualizado em 04/11/2012 21h41

Piratas virtuais tiram proveito da ativação OEM do Vista

Recurso de ativação para empresas OEM é abusado por piratas para ativar o sistema ilegalmente.

Uma funcionalidade do Windows Vista, criada para que o sistema fosse ativado automaticamente em computadores OEM, está sendo utilizada por piratas virtuais para burlar o sistema de ativação. O método era inicialmente arriscado, pois necessitava de uma alteração na placa-mãe do computador, que, se feita incorretamente, poderia danificar o equipamento. Ferramentas automatizadas para fazer o serviço sem a necessidade alterações permanentes na BIOS já podem ser facilmente encontradas na web.

Um computador OEM é uma máquina vendida por marcas como Dell, Positivo e HP. Como estas empresas vendem milhares de computadores, ativar cada sistema individualmente seria um transtorno para os usuários e poderia resultar em custos maiores para a Microsoft. Para resolver isto, um recurso do Vista permite que estas empresas vendam computadores pré-ativados, com a informação de licença inserida na BIOS (Sistema Básico de Entrada e Saída).

Somente os piratas mais determinados podiam fazer uso deste sistema para ativar ilegalmente sua cópia do Vista, pois era necessária uma modificação na BIOS da placa-mãe. Alterar a BIOS é arriscado e pode tornar o sistema inoperante. Mais tarde, surgiram na web BIOS modificadas para vários modelos de placas diferentes e, apesar de ainda arriscado, o processo era consideravelmente mais simples.

Uma nova ferramenta, com pouco menos de 500KB, foi criada por um grupo especializado na quebra de proteções e permite que qualquer usuário valide sua cópia do Windows Vista. A ferramenta não requer que nenhuma alteração seja feita na BIOS, pois é capaz de emular, ou seja, falsificar a licença OEM somente para o mecanismo de proteção do Vista.

Os piratas virtuais afirmam, em fóruns de discussão online, que a Microsoft pode detectar e bloquear isto no futuro, mas que qualquer novo mecanismo de proteção pdoe ser novamente quebrado, inutilizando as tentativas da empresa de Bill Gates.

Métodos alternativos

Existem outros métodos para ativar as cópias do Vista ilegalmente. Um deles é o ataque de força bruta, que tenta repetidamente encontrar uma chave válida. São necessários vários dias até que o programa consiga uma chave legítima e mesmo assim não há garantia. Outro método consiste na instalação de um servidor KMS (Key Management Service) que valida a cópia do Windows sem verificar sua autenticidade.

Um usuário ilegal conta que conseguiu ativar sa cópia do Vista por telefone, enganando um funcionário da Microsoft e convencendo-o a fornecer-lhe uma chave legítima para a ativação do sistema.

Outro método mais comum tenta parar o relógio da ativação do sistema, mas alguns usuários dizem que as atualizações da Microsoft já estão tornando este método obsoleto. “Cracks” para o WGA que possibilitam a instalação de qualquer atualização da Microsoft também estão circulando junto com as ferramentas de ativação.

Apesar do novo método de ativação OEM sem alteração na BIOS funcionar, alguns piratas disseram que seus sistemas começaram a exibir erros de tela azul após sua aplicação. Alguns usuários ilegais acreditam que uma alteração permanente na BIOS é mais difícil de detectar e pode durar por mais tempo.

Mesmo com o Vista disponível há somente pouco mais de um mês no mercado, piratas virtuais possuem tantas opções para ativar o sistema ilegalmente que a questão não parece mais ser “qual funciona”, mas sim “qual funcionará melhor por mais tempo”. Enquanto isso, o usuário legítimo é punido com os sistemas de ativação, licenças restritas e erros de identificação do WGA. Você concorda com isto? Confira a enquete no Fórum »

 

Comentários 12

Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores

  • daniel

    Este caminho da MS está clao que é o errado. Ao invés de colocar mão-de-obra para criar estes dispositivos que são obviamente desfeitos por um racker ou um craker, enchugar o quadro de funcionários e colocar as cópias do Windows pelo menos à metade do preço é o caminho mais eficaz. Todos gostariam de ter sua cópia licensiada, livre de problemas e a MS continuaria a lucrar e, quem sabe, ainda mais com isso. Até mesmo se desfazendo da imagem de uma maldita empresa imperialista que quer arrancar o dinhero das pessoas praticamente à força. Sim utilize o Linux como alternativa… e faça uma mudança para um mundo com muito menos jogos, aplicativos e utilitários, sem padronização de instalação de programas para usuários domesticos e, na maioria dos softwares, compre junto um novo curso, pois o que vc sabe de Photoshop ou Corel, por exemplo, terá de ser revisto, pois não há estes softwares para Linux e os que cumprem esta tarefa, tem atalhos e ferramentas diferentes.
    O grande negócio é a MS entender que as pessoas gostam de seus produtos, mas não estão dispostas a pagar o que ela quiser, ai, a pirataria é a solução. Para acabar com a pirataria, abaixos aos preços de softwares!

  • daniel leme

    Esses métodos, são muitas vezes de comum acordo com os fabricantes, a microsoft sabe, ao elaborar qualquer sistema operacional quais as faquezas de cada um, basta apenas virar a chave para fechar a porta, porém é conveniente para ela deixar a porta apenas encostada e não fechada por completo, afinal eles são conhecidos historicamente em lançar o produto e aguardar a reação do mercado, e isto inclui os “super crackers, raques, spanners” como eles se auto denominam, mas isso é uma onda controlada. Após tudo isso passar, a microsoft vai virar a chave e fechar essa fechadura, até o próximo service pack !

  • André

    Acho que a M$ tem mais é que fechar as portas do Vista mesmo.

    Quer experimentar o Vista? Compre primeiro.
    Essa sempre foi a regra oficial do jogo, e liberar o Windows para a pirataria sempre foi jogar sujo prá que nenhum concorrente tivesse qualquer oportunidade.

    Agora que ela já dominou o mercado, já pode se dar ao luxo de trancar as portas prá pirataria. Ela pode e acho que deve.

    Mas quer experimentar de graça e sem ser ilegal? Experimente o Linux!!!

  • Alexandre Minas

    Concordo com o Daniel, e so baratear o produto, que o pirata fica desmotivado a criar um sistema. 1o Custa caro, 2o a vitoria sobra o bloqueio.
    Assim como cd´s dvd´s os programas devem seguir o mesmo caminho, talves, usando o sistema de antivirus, pagando por mes ou por ano, para a licença de uso, eu pagaria 100,00 por ano para poder usar o windows com o office, acho justo, quando sai uma versão nova, paga uma taxa, e continuo pagando a anuidade ou mensalidade. talves seja melhor, mas sem duvida, e necessario baratear, para os piratas afundar.

  • Daniel Longo

    A Microsoft deveria baixar o valor de cada software para ser mais acessível ao usuário, como os posts acima, concordo plenamente que o alto preço de um software original é o ponto focal para pessoas tão inteligentes quanto desenvolvedores do Vista burlem sua segurança….
    Enfim como diz o ditado, “PARA TODA REGRA EXISTE UMA EXCESSÃO, SE NAO HOUVER, ALGUEM CRIARÁ”.

  • Hugo

    Alexandre, esse sistema de mensalidades que vc descreveu já existe, mas é implantado em empresas, por exemplo, para usar o Office 2003 em empresas, a M$ cobra por licensa, por mês, R$ 125,00…. é caro!

    O que a M$ deve fazer para a pirataria diminuir, no caso, é baratear seu S.O., já que ele se tornou “mania mundial” e “fechar a porta” … eu compraria sem problemas o Windows Vista Home Premium por R$ 200,00 …

    Tem que ser levado em consideração que um PC, se S.O., não funciona! E um PC é caro! Enquanto a M$ não baratear os seus S.Os, vou continuar a apoiar as ações dos crackers e hackers, que quebram as proteções do S.O., eles só fazem isso pois, além de um desafio, acham os preços abusivos!

  • GSP

    O grande problema da pirataria seja no meio musical ou de software é o preço cobrado pelo produto original.
    No caso das musicas é difícil concorrer pois os cds piratas são praticamente idênticos se feitos com qualidade.
    Mas para software era só a microsoft baixar para um preço mais acessível seus programas para quebrar um pouco a pirataria.
    Mais como ela é um empresa muito gananciosa é sabe que domina o mercado então ela não esquenta a cabeça.
    Então acho que devem ser feito sim a pirataria pois ela(microsoft) suga o mercado de software. Mais um dia isso vai acabar.

  • Evandro

    Acredito que a solução seria implementar a regionalização de licenças. Como Assim?? Vejamos. Nos Estados Unidos da América o sálario esta em média U$ 1.200,00 pouco mais que R$ 2.500,00 a licença do windows custa em média U$ 150,00 ou seja em média R$ 300,00 o que representa um pouco mais que 10% do ganho mensal de cada cidadão norte americano. No Brasil o Sálario gira em média R$ 500,00, apesar de o mínimo ser R$ 350,00 e uma Licença do Windows custa em média R$ 529,00, ou seja mais que a média de ganho de cada cidadão brasileiro. Seguindo um plano de regionalização a Licença no Brasil custaria menos que em um pais onde a média salarial fosse maior e custaria mais do que paises com uma renda percapita menor que o nosso amado pais. E seria muito simples a regulamentação, pois quem estivesse usando uma licença da qual não fosse do seu próprio pais estaria ilegal. Imaginem podermos entrar na legalidade pagando R$ 60,00 por uma lcença? Utopia.

  • Erik

    O problema do Windows, é que, ele em si, não oferece quase nada, sempre é necessário a aquisição do Office, ai fica o dilema, compro o Windows original, cerca de 500,00, me esbarro na necessidade do Office, hoje cerca de 1200,
    00… Pra um país, onde o salário é de R$ 350,00… Sem chances… E não digam que pobre não usa computador, com grandes magazines vendendo computadores a 999,00 em 12x…

  • Marcelo

    Muito facil, abaixando o preço para uma quantia realmente dentro dos padrões de ganho do Brasileiro, e ainda não é um programa totalmente confiável para custar tanto. Mas acho que a Microsoft esta tentando evitar alguns transtornos de Call Center, imagine a quantidade de pessoas ligando nas centrais Microsoft para saber como fazer para a caixa de som voltar a funcionar, é engraçado mas é um dos muitos casos parecidos.

  • osadracrolf

    O grande problema dessas empresas do 1º mundo é isso a ganância e a falta de respeito ao pobre.
    Sabendo que a visão deles é somente os lucros e crescimento global não conseguem enxergar as dificuldades da classe baixa com uma ecônomia furada e mal administrada pelos seus líderes e governantes que diante da sociedade parece ser todos iguais mias não temos igualdade social num país corrupto cheio de sofrimento e dor levando a tais indvíduos a praticar diversos delitos virtuais uns até mesmo por gostar,outros por não ter condições mesmos,enfim leva a pirataria que vem crescendo sem parar,mais que na verdade poderia se contornado colocando um preço acessível aos países de classe baixa e teria até um bom lucro em vez da pirataria.

  • http://www.membersite.com.br/transformnet Osvaldo Pereira Lima

    Somos um País pobre e precisando aprender, crescer e evoluir. Com o salário médio que temos só resta comprarmos o mais barato, para termos a condição “DE EVOLUIR, CRESCER E APRENDER” PARA QUE UM DIA POSSAMOS PAGAR MELHOR.
    Resta a Senhora Microsoft entender.
    Falei e disse bicho!
    Osvaldo

Alertas no Twitter

 
Parceiro
Site Seguro

Anuncie | Termos de Uso | Politica de Privacidade | WP

Editado por Altieres Rohr. Mantido pelo Staff Linha Defensiva

Contato Geral:

English ©2004-2015 Linha Defensiva. Todos os Direitos Reservados.