Linha Defensiva

Estudante é condenado a oito meses de prisão por invadir o Facebook

Código fonte da rede social teria sido roubado em invasão.
Hacker disse que queria apenas 'demonstrar as falhas' do Facebook.
Felipe Figueiró | 19/02/2012 13h44

Promotor classificou o caso como o "o mais grave envolvendo uma rede social" na Inglaterra. (Foto: Simon Stratford/SXU)

Um estudante britânico que invadiu os servidores do Facebook em 2011 foi condenado a oito meses de prisão na Inglaterra na ultima sexta-feira (17). A invasão poderia ter trazido desastrosas consequências para a rede de Mark Zuckerberg. O caso foi definido como o mais grave já visto a uma rede social.

O estudante de programação Gleen Manghan, de 26 anos, admitiu ter invadido a rede social Facebook usando um computador na casa de seus pais em York, norte da Inglaterra, entre abril e maio do ano passado. O ataque fez com que a empresa pensasse estar sofrendo algum tipo de espionagem.

Ao notar que existia uma falha de segurança em seus servidores, o Facebook notificou o FBI para uma investigação. Os agentes federais norte-americanos trabalharam com seus especialistas em busca do invasor. Ao descobrirem que os acessos da Inglaterra, contataram a polícia britânica para identificar a localidade exata e assim chegar a Gleen. A rede de Zuckerberg gastou mais de US$ 240 mil dólares com as investigações.

Gleen tentou se explicar ao dizer que apenas invadiu para demonstrar as vulnerabilidades presentes na rede e escolheu o Facebook justamente por ser muito acessado. O estudante já havia ajudado o Yahoo a descobrir falhas, mas o promotor do caso, Sandip Patel, não aceitou a justificativa dada. Patel disse Manghan atuou de forma “mal-intencionada” e “calculista”.

Nenhum dado dos usuários foi comprometido pela invasão. De acordo com o jornal Daily Mail, o alvo de Gleen Manghan foi o código fonte do Facebook.

 
imprimir
Compartilhe
Comentar

Comentários

Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores

  • Julian

    Vai intende esses juizes, condena um cara desse a 8 anos apenas por ter tido acesso a servidores do fecebook, pelo que li não trouce dano denhum ao fecebook. Ele acho a falha, onde alguma outra pessoa poderia ter usado pra traze dano pra impresa.

 
 
Boletim informativo Cadastre-se e receba em seu e-mail

Anuncie | Termos de Uso | Politica de Privacidade | WP

Editado por Altieres Rohr. Mantido pelo Staff Linha Defensiva

Contato Geral:

Parceiro
Site Seguro