Ir para conteúdo

Foto

Legalização da Cannabis


  • Por favor, faça o login para responder
90 respostas neste tópico

Enquete: Você é a favor da legalização da Cannabis (26 membros votaram)

Votar Visitantes não podem votar

#1
lobo.alpha

lobo.alpha

    Moderador

  • Moderador
  • 641 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Fortaleza, CE
Olá a todos,

É conhecimento de todos (eu acho) que no dia 07/05 teve início uma série de manifestações que tem por objetivo levantar o debate sobre a questão da legitimidade e atualidade da legislação e das políticas públicas em relação a Cannabis.

O movimento chamado "Marcha da Maconha" não é, como muitos pensam, um movimento de apologia a drogas, mas sim um movimento com o intuito de debater os assuntos supra citados e esclarecer a sociedade sobre os potenciais ganhos com a legalização.

Atualmente a questão da Cannabis está "divida", digamos assim, em três vertentes de debates:

1 - potencial medicinal
2 - potencial industrial e comercial
3 - validade e eficácia das leis e políticas públicas de repressão

O assunto é complexo e muito polêmico, pois apenas recentemente o debate vem sendo aberto à sociedade.

Não sou nenhum especialista no assunto, apenas li muito a respeito e gostaria de iniciar um debate para saber qual a opinião dos membros deste fórum. Para quem quiser se informar melhor antes de iniciar, deixo um link de um vídeo-documentário bem conciso e esclarecedor sobre a Cannabis e essas questões correlacionadas.

>>> Cortina de Fumaça

O link acima é do documentário completo, tem 1h e 28min, mas no youtube você pode encontrá-lo dividido em 6 partes.

Algumas palavras-chave: antonio escohotado; fundação beckley; david nutt; cannatrade - suiça; sidarta ribeiro - UFRN; Oakland - California; conveções da onu 61, 71, 88; jack a. cole.

"Nossa experiência com a proibição das drogas é uma repetição da nossa experiência com a proibição das bebidas alcoólicas"
Milton Friedman
"Existe apenas uma maneira de refutar o Amanhã: morrer.
E o que nós queremos é que não haja morte, a do corpo o mais tarde possível, a da alma nunca."
Victor Hugo
Linha Defensiva no Twitter!
No one must take control over the Internet: Commotion
"The goal of the Web is to serve humanity"
"There's real poetry in the real world; Science is the poetry of reality."

#2
TUCHETECH

TUCHETECH

    Geek

  • Geek
  • PipPipPipPip
  • 1.305 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Franca - SP
Boa noite !


Na minha concepção; liberar/legalizar esta ........ aqui no Brasil seria um colapso total . O tráfico da mesma iria de aumentar .

Está certo de que alguns paises de 1º mundo ( será ?) é liberada; mas lá entretanto questão de educação e cultura . Consomem dentro de tuas casas ( depois não saem nas ruas ) junto com a familia inteira .


Aqui como já disse iria de aumentar o tráfico dela e de outras drogas ( seria um embrião para liberar outras também ), as pessoas usariam para tomar coragem mais ainda ( já é assim ) para matar, roubar, brigar, se rebelar etc...

Um problema que envolve segurança e ordem pública tendo como consequência males à saúde pública .

Sou contra qualquer tipo de legalização ( limites de consumo também ) de drogas . :exorcista:


Vamos é rezar, estudar e trabalhar . Isto sim. Não auto se marginalizar .


Abraços

Editado por ELTM, 20 maio 2011 - 16:32.

"A morte do homem começa no instante em que ele desiste de aprender"

#3
ClutchCargo

ClutchCargo

    Membro PP

  • Membro PP
  • PipPipPip
  • 289 posts
Fala sério..........maconheiro liberado era só o que faltava!!!! :angry:

Eles poderiam sim, liberar prá esse bando de maconheiro vagabundo o seguinte: o cara pode pegar uma barata, erolar ela em um papel, e fumar ela, aí sim sería bem legal e poderia ser legalizado!!

:exorcista:

#4
lobo.alpha

lobo.alpha

    Moderador

  • Moderador
  • 641 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Fortaleza, CE
Olha, é bom deixar claro algumas coisas, legalizar é DIFERENTE de liberar.

Vou começar definindo alguns termos (o livro de Rowan Robinson é bem esclarecedor sobre essas definições): quando falo Cannabis, refiro-me a planta como um todo. O que o senhor está se referindo é ao cigarro produzido com as folhas da planta e esse cigarro sim chamamos de 'maconha'. Infelizmente o termo maconha é usado popularmente para se referir tanto a planta quanto ao cigarro. Dai vem a confusão.

A Cannabis possui inúmeros subprodutos, pode-se produzir desde simples sabonetes até bio-combustíveis e lataria de carros (faça uma busca no Google por Henry Ford + cannabis).

Já é amplamente demonstrado por pesquisas científicas o uso clínico e terapeutico de Cannabis, principalmente na recuperação de pacientes que passam por tratamento contra o câncer.

Uma pesquisa publicada no The Lancet (um periódico de divulgação de pesquisas científicas) demonstrou que maconha é menos prejudicial que o alcool e cigarro. No entanto a legislação diz que álcool e cigarro podem ser consumidos e maconha não.

Quando fala-se em legalização o que se propõe é a elaboração de uma nova legislação que regulamente o plantio, industrialização e comercialização de todos os sub-produtos, não apenas o cigarro (maconha).

vocês chegaram a ver o domentário?
"Existe apenas uma maneira de refutar o Amanhã: morrer.
E o que nós queremos é que não haja morte, a do corpo o mais tarde possível, a da alma nunca."
Victor Hugo
Linha Defensiva no Twitter!
No one must take control over the Internet: Commotion
"The goal of the Web is to serve humanity"
"There's real poetry in the real world; Science is the poetry of reality."

#5
LUA

LUA

    Administradora

  • Administrador
  • 4.367 posts
  • Sexo:Feminino
  • Local:Rio de Janeiro - RJ
Eu sou totalmente a favor.

Quem já presenciou os efeitos benéficos da planta numa pessoa sofrendo muito sabe muito bem que ela pode fazer muito mais bem do que mal.

A questão toda, como tudo - tabaco, álcool, medicamentos - é saber usar. E isso tanto faz estar liberado ou proibido.
Luciana Leme

Imagem Postada
__________________________________________________
Respeite quem o ajuda, não abandone o seu tópico.
Leia as Regras do Fórum - Veja como se tornar um Aprendiz
Linha Defensiva no Twitter! - Linha Defensiva no Facebook!

#6
lobo.alpha

lobo.alpha

    Moderador

  • Moderador
  • 641 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Fortaleza, CE

Boa noite !


Na minha concepção; liberar  esta ........ aqui no  Brasil  seria  um  colapso total .    O  tráfico da mesma iria de aumentar .

Em relação ao tráfico, esse é um assunto bem mais complexo. Veja bem, se for legalizado, o tráfico acaba, certo? Talvez sim, talvez não. O que ocorre hoje é que o crime não se sustenta apenas com venda de maconha. Existem outras drogas, tráfico de armas e seres humanos (existem dados que demonstram que esse é um dos mais "rentáveis" do mundo).

O tráfico é um crime organizado, envolve não apenas o fator compra e venda de drogas, mas também a questão social (jovens sem perspectivas) e segurança pública (polícia que não se faz presente em comunidades vulneráveis). Existem outros meios bem mais eficientes que a repressão as drogas para combater o tráfico, exemplo as UPPs no Rio de Janeiro.

Está  certo de que alguns paises de 1º mundo ( será ?) é  liberada; mas lá entretanto  questão de educação e cultura .  Consomem dentro de tuas casas ( depois  não saem nas ruas ) junto com a familia  inteira .

Poderia nos dizer UM país onde existe essa cultura que o povo fuma dentro de casa e não sai de casa. Em todos os países que eu sei que é permitido o consumo recreativo de cannabis, as pessoas podem consumir livremente nas ruas.

Aqui  como já  disse iria de aumentar o tráfico dela e de outras drogas (  seria um embrião para liberar outras também ), as pessoas usariam para tomar coragem mais ainda  (  já é assim ) para  matar, roubar, brigar, se rebelar etc...

De novo esse argumento. Em outro tópico aqui neste fórum eu coloquei uma notícia sobre o exemplo de Portugal.

http://www.linhadefe...ic=86112&st=15#

Um problema que envolve segurança e ordem pública tendo como consequência males à saúde pública .

Já comentado acima. Outro ponto a acrescentar é que, com a legalização, o Estado passa a arrecadar impostos provenientes da produção e comercialização da cannabis. Só pra se ter idéia, 90% do preço de um cigarro convencional é de impostos.

Sou  contra qualquer tipo de legalização ( limites de consumo também ) de drogas .  :exorcista:

É sua opinião, infelizmente baseada em pouca informação e preconceitos.

Vamos é rezar, estudar e trabalhar .  Isto  sim.  Não  auto  se marginalizar .

Hoje em dia, a maioria das pessoas rezam, estudam, trabalham e tomam um cervejinha no fim de semana. Conheci pessoas que estudam, rezam, trabalham e não bebem. Conheci também pessoas que estudam, rezam, trabalham e fumam um baseado no fim do dia.

Por que isso seria motivo para tratá-las como marginais?
"Existe apenas uma maneira de refutar o Amanhã: morrer.
E o que nós queremos é que não haja morte, a do corpo o mais tarde possível, a da alma nunca."
Victor Hugo
Linha Defensiva no Twitter!
No one must take control over the Internet: Commotion
"The goal of the Web is to serve humanity"
"There's real poetry in the real world; Science is the poetry of reality."

#7
lobo.alpha

lobo.alpha

    Moderador

  • Moderador
  • 641 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Fortaleza, CE

Fala sério..........maconheiro liberado era só o que faltava!!!! :angry:

Eles poderiam sim, liberar prá esse bando de maconheiro vagabundo o seguinte: o cara pode pegar uma barata, erolar ela em um papel, e fumar ela, aí sim sería bem legal e poderia ser legalizado!!

:exorcista:

Obrigado pela participação extremamente produtiva e esclarecedora.
"Existe apenas uma maneira de refutar o Amanhã: morrer.
E o que nós queremos é que não haja morte, a do corpo o mais tarde possível, a da alma nunca."
Victor Hugo
Linha Defensiva no Twitter!
No one must take control over the Internet: Commotion
"The goal of the Web is to serve humanity"
"There's real poetry in the real world; Science is the poetry of reality."

#8
lobo.alpha

lobo.alpha

    Moderador

  • Moderador
  • 641 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Fortaleza, CE

Eu sou totalmente a favor.

Quem já presenciou os efeitos benéficos da planta numa pessoa sofrendo muito sabe muito bem que ela pode fazer muito mais bem do que mal.

Vide o caso do publicitário Alexandre Thomaz (inclusive é mostrado no documentário)

Remédio na horta

Talvez o caso que mais repercutiu nos últimos meses seja o do publicitário Alexandre Thomaz, de 40 anos, que derrotou um câncer por meio de quimioterapia. Ele fazia uso da cannabis cultivada por ele mesmo. Alexandre conta que, depois de ter perdido muito peso e energia, a cannabis o ajudou a superar as sessões de quimioterapia, abriu seu apetite, aliviou suas dores e atenuou seu sofrimento. “Remédio não é só o que é vendido na farmácia ou que é produzido num laboratório químico. Há outras medicinas naturais, como a cannabis, uma planta”, explica.

De um dia para o outro, no entanto, de sua mesa num jornal do estado do Rio Grande do Sul, Alexandre passou a uma cela sob acusação de narcotráfico. A polícia invadiu seu sítio no município de Santa Rita, onde, além de alfavaca, salsinha, cebolinha e louro, Alexandre cultivava dez plantas de cannabis para dar conta da sua demanda por maconha.

“Como parte do meu tratamento, comecei a cultivar a terra nesse pequeno sítio que tenho. Do total da área cultivada, só 5% era de cannabis. Mas fui preso e apresentado na televisão como traficante de drogas. Isso quase acabou com a minha vida social e profissional. Eu tinha dez plantas, uma quantidade suficiente para abastecer apenas uma pessoa…”, conta Alexandre, que hoje se dedica a uma batalha jurídica que pretende levar até as últimas consequências.

fonte: http://vidasustentav...do-de-vida/1292

A questão toda, como tudo - tabaco, álcool, medicamentos -  é saber usar. E isso tanto faz estar liberado ou proibido.

A meu ver, essa é a questão mais polêmica de todas Lua. Até que ponto o Estado pode interferir na minha individualidade? Se tem gente que faz besteira quando bebe, porque o alcool não é proibido? Se existem pessoas que fumam maconha e não causam nenhum dano a outro indivíduo, porque seu uso é proibido?

Como você mesma disse Lua, "é saber usar". É responsábilidade de cada indivíduo o que ele faz consigo mesmo e com os outros. Se você bebe e faz besteiras, pague as consequencias. Beba em paz, não pertube ninguem e ninguem pertuba você. O mesmo deveria valer para o consumo recreativo de cannabis.

Editado por lobo.de.mibu, 20 maio 2011 - 16:30.

"Existe apenas uma maneira de refutar o Amanhã: morrer.
E o que nós queremos é que não haja morte, a do corpo o mais tarde possível, a da alma nunca."
Victor Hugo
Linha Defensiva no Twitter!
No one must take control over the Internet: Commotion
"The goal of the Web is to serve humanity"
"There's real poetry in the real world; Science is the poetry of reality."

#9
TUCHETECH

TUCHETECH

    Geek

  • Geek
  • PipPipPipPip
  • 1.305 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Franca - SP
Boa tarde ! lobo.de.mibu


Até concordo contigo em alguns pontos ( pois inclusive nas guerras mundiais , os soldados usavam - a para não dormir; com um bom propósito defender tuas respectivas nações; mas legaliza - la/libera - la aqui seria como eu já disse um colapso total ); mas resumindo; vi o documentário sim e tudo estratégico para legalizar/liberar a maconha .


Enquanto aos países; são Suécia e Dinamarca .

Então ; até Você mesmo sabe, em questão de ficar em suas casas; dei uma olhada novamente no outro tópico acima ; na Holanda ( foi Você mesmo que citou neste outro tópico ) também .




Abraços

Editado por ELTM, 20 maio 2011 - 17:12.

"A morte do homem começa no instante em que ele desiste de aprender"

#10
ClutchCargo

ClutchCargo

    Membro PP

  • Membro PP
  • PipPipPip
  • 289 posts

Obrigado pela participação extremamente produtiva e esclarecedora.

Poxa, se voce é usuário, então peço que me desculpe. Só não exagere muito tá.
Ahh, cuidado para não infringir as regras com flood.

é saber usar. E isso tanto faz estar liberado ou proibido.

Muito triste ver uma frase dessas, quando se trata de drogas.

Editado por ClutchCargo, 20 maio 2011 - 21:16.


#11
Astromech

Astromech

    Moderador

  • Moderador
  • 2.052 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Porto Alegre - RS
Esse assunto é muito difícil de se resolver, se liberarem a maconha, muitos ainda irão atras de drogas mais fortes, como o crack, E ai vai continuar a mesma me*** que é hoje.

Não digo que eu seja a favor ou contra, mas penso que a sociedade precisa pensar primeiro em acabar com o trafico, pois só liberando, não vai acabar.

#12
ClutchCargo

ClutchCargo

    Membro PP

  • Membro PP
  • PipPipPip
  • 289 posts

Obrigado pela participação extremamente produtiva e esclarecedora.

é saber usar. E isso tanto faz estar liberado ou proibido.

A voces que acham isso uma maravilha, vejam os sintomas causados:
E não deixem de ler o que dizem nos links abaixo:

Imagem Postada

Imagem Postada

Imagem Postada

http://bibianengroff...conha-mata.html

http://www.unimeds.c...ite=26&mat=2151

http://saudedofuturo...arto-e-derrame/

http://noticias.terr...-EI8147,00.html

http://www.braha.org...cina-saude/2566
Nesse link em específico, se voces não sabem o que significa "psicóticos", vou lhes dar uma exemplo > psicóticos pessoas que fazem coisas desse tipo > http://g1.globo.com/...de-janeiro.html

#13
LUA

LUA

    Administradora

  • Administrador
  • 4.367 posts
  • Sexo:Feminino
  • Local:Rio de Janeiro - RJ
ClutchCargo,

Liste os efeitos benéficos e maléficos do álcool, de um anti-inflamatório, de uma simples medicamento para dor, como a dipirona. Até mesmo do açúcar e do sal. Qualquer substância, se ingerida de forma descontrolada, causará mal. Até mesmo a maravilhosa água, fonte da vida.

A visão maniqueísta de que algo é totalmente bom ou totalmente ruim é tremendamente equivocada. E nem precisa de estatísticas pra isso. Basta observar a sua volta.

Também é equivocada a idéia de que a maconha é "porta de entrada" para outras drogas. Os efeitos da maconha diferem muito dos efeitos de drogas mais pesadas. Até diria que hoje o consumo da maconha se dá mais por pessoas mais velhas do que por adolescentes... O álcool é a porta de entrada, o ecstasy, lsd... acho que é por aí.

Eu há muito tempo prefiro conviver com uma pessoa que fume maconha (que é uma droga calmante) do que com um alcoólatra (que é uma droga estimulante).
Luciana Leme

Imagem Postada
__________________________________________________
Respeite quem o ajuda, não abandone o seu tópico.
Leia as Regras do Fórum - Veja como se tornar um Aprendiz
Linha Defensiva no Twitter! - Linha Defensiva no Facebook!

#14
TUCHETECH

TUCHETECH

    Geek

  • Geek
  • PipPipPipPip
  • 1.305 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Franca - SP
Boa tarde !

Fonte :

http://www1.folha.uo...-paulista.shtml

Isto é apenas a macha ( que bagunça ) ; imaginem a liberação/legalização ( muitos crimes) .


P S : Usaram a manifestação contra a proibição da macha; para fazer a mesma . Estratégia dos manifestantes/militantes da macha .


21/05/2011 - 15h25
PM usa bombas de gás para dispersar manifestação na Paulista

A Polícia Militar usou bombas de gás lacrimogêneo para tentar dispersar cerca de 700 manifestantes que bloquearam a avenida Paulista, no sentido da Consolação, região central de SP, em protesto contra a proibição da Marcha da Maconha.

Cerca de 100 PMs, a maioria da Tropa de Choque, estão no local.

Grupo consegue liminar para participar de Marcha da Maconha
Oito são presos na Marcha da Maconha em Belo Horizonte e no Rio
Três capitais realizam marcha em defesa da maconha
Argentinos e uruguaios aderem à Marcha da Maconha

Mais cedo, durante a concentração no vão livre do Masp, skinheads trocaram ofensas com os manifestantes.

Na sexta-feira à noite, a Marcha da Maconha foi proibida por uma decisão judicial, a pedido do Ministério Público. De acordo com o relator do processo, desembargador Teodomiro Mendez, o evento "não trata de um debate de ideias, apenas, mas de uma manifestação de uso público coletivo de maconha" que favorece "a fomentação do tráfico ilícito de drogas".

PELO BRASIL

Em Curitiba, a marcha da Maconha, que seria realizada neste domingo (22), foi proibida por decisão da Justiça e se transformou em Marcha pela Liberdade de Expressão. A Marcha está marcada para as 15h, na praça Santos Andrade, centro de Curitiba. A expectativa da organização é que cerca de 300 pessoas participem do evento.

No Rio, a marcha ocorreu no último dia 7 com a proteção de um habeas corpus preventivo, que garantia que os manifestantes não seriam presos no ato.

Já em Vitória, o Ministério Público acionou a Justiça pedindo a proibição do movimento, mas a Justiça negou o pedido e a marcha foi realizada com a presença ostensiva de policiais também no dia 7.


Abraços

:exorcista:

Editado por ELTM, 21 maio 2011 - 17:35.

"A morte do homem começa no instante em que ele desiste de aprender"

#15
ClutchCargo

ClutchCargo

    Membro PP

  • Membro PP
  • PipPipPip
  • 289 posts

Eu há muito tempo prefiro conviver com uma pessoa que fume maconha (que é uma droga calmante) do que com um alcoólatra (que é uma droga estimulante).

Já eu, desde que nasci, prefiro ficar bem longe de qualquer um dos dois casos, de preferência algumas centenas de kms.

E isso que o ELTM mostrou aí, eu acabei de ver na tv, no jornal da Band acho, simplesmente lamentável, um bando de arruaceiros drogados. É claro que eles entram em confronto com a PM, somente para cheirar o gás lacrimogêneo.

Imagem Postada

Editado por ClutchCargo, 21 maio 2011 - 20:53.


#16
lobo.alpha

lobo.alpha

    Moderador

  • Moderador
  • 641 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Fortaleza, CE

Poxa, se voce é usuário, então peço que me desculpe. Só não exagere muito tá.
Ahh, cuidado para não infringir as regras com flood.

O fato de eu ser ou não usuário, não é relevante para o debate. Se ainda não percebeu o que está sendo discutido, leia os primeiros posts ao invés de simplismente vir aqui fazer ataques e agressões verbais generalizadas. Criei o tópico para abrir um debate construtivo e educativo, não um festival de preconceito e desinformação. Se não for capaz de fundamentar seu argumentos de forma civilizada e racional, abstenha-se.

Já fui um membro ativo deste fórum, conheço as regras, agradeço sua preocupação porém ela é desnecessária, se achar que eu ou outro membro está infringindo alguma regra do fórum, ajude os moderadores, use o botão “reportar”, ele está bem ali no canto superior direito de cada post.
"Existe apenas uma maneira de refutar o Amanhã: morrer.
E o que nós queremos é que não haja morte, a do corpo o mais tarde possível, a da alma nunca."
Victor Hugo
Linha Defensiva no Twitter!
No one must take control over the Internet: Commotion
"The goal of the Web is to serve humanity"
"There's real poetry in the real world; Science is the poetry of reality."

#17
lobo.alpha

lobo.alpha

    Moderador

  • Moderador
  • 641 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Fortaleza, CE

Esse assunto é muito difícil de se resolver, se liberarem a maconha, muitos ainda irão atras de drogas mais fortes, como o crack, E ai vai continuar a mesma me*** que é hoje.

Mais uma vez, não é “liberar”, é legalizar, ou seja, elaborar uma lei especifica, regulamentar, taxar os produtos, etc. E você está certo, a legalização da Cannabis não visa acabar com o uso de outras drogas, o movimento foca-se apenas na cannabis.

Não digo que eu seja a favor ou contra, mas penso que a sociedade precisa pensar primeiro em acabar com o trafico, pois só liberando, não vai acabar.

Esse é um ponto relevante, e já comentei sobre isso também:

Em relação ao tráfico, esse é um assunto bem mais complexo. Veja bem, se for legalizado, o tráfico acaba, certo? Talvez sim, talvez não. O que ocorre hoje é que o crime não se sustenta apenas com venda de maconha. Existem outras drogas, tráfico de armas e seres humanos (existem dados que demonstram que esse é um dos mais "rentáveis" do mundo).

O tráfico é um crime organizado, envolve não apenas o fator compra e venda de drogas, mas também a questão social (jovens sem perspectivas) e segurança pública (polícia que não se faz presente em comunidades vulneráveis). Existem outros meios bem mais eficientes que a repressão as drogas para combater o tráfico, exemplo as UPPs no Rio de Janeiro.


"Existe apenas uma maneira de refutar o Amanhã: morrer.
E o que nós queremos é que não haja morte, a do corpo o mais tarde possível, a da alma nunca."
Victor Hugo
Linha Defensiva no Twitter!
No one must take control over the Internet: Commotion
"The goal of the Web is to serve humanity"
"There's real poetry in the real world; Science is the poetry of reality."

#18
lobo.alpha

lobo.alpha

    Moderador

  • Moderador
  • 641 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Fortaleza, CE

A voces que acham isso uma maravilha, vejam os sintomas causados:

É muito fácil chegar e colar links de textos mostrando a opinião dos outros. Elabore o seu argumento, cite as fontes, mostre que você pensa, ou você é apenas alguém que sai por aí repetindo tudo que lê e ouve.

E não deixem de ler o que dizem nos links abaixo:

Farei isso a partir do momento que você fizer o mesmo com os links e comentários que eu fiz.
Até agora você simplismente selecionou trechos de comentários que melhor lhe convém (como fez com o último post da Lua) para simplismente fazer o seu show de intolerância.
Finalmente, qual é a sua, vai ficar aqui fazendo molecagem, trolando o debate, ou vai começar fazer comentários que valham a pena discutir?

Editado por lobo.de.mibu, 22 maio 2011 - 02:16.

"Existe apenas uma maneira de refutar o Amanhã: morrer.
E o que nós queremos é que não haja morte, a do corpo o mais tarde possível, a da alma nunca."
Victor Hugo
Linha Defensiva no Twitter!
No one must take control over the Internet: Commotion
"The goal of the Web is to serve humanity"
"There's real poetry in the real world; Science is the poetry of reality."

#19
lobo.alpha

lobo.alpha

    Moderador

  • Moderador
  • 641 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Fortaleza, CE

Boa  tarde !

Fonte :

http://www1.folha.uo...-paulista.shtml

Isto é apenas a macha ( que  bagunça ) ;  imaginem a liberação/legalização  ( muitos crimes) .

Quando se trata de um assunto polêmico é bom redobrar o cuidaddo e desconfiar de qualquer informação relativamente parcial é veiculada na mídia.

Vejam essa outra notícia, percebam a diferença:
fonte: http://ultimosegundo...6970226728.html

PM ataca manifestantes depois de liberar marcha
Proibidos de fazer Marcha da Maconha,  organizadores fecharam acordo com polícia para protestar em defesa da liberdade de expressão

Minutos depois de liberar uma passeata em defesa da liberdade de expressão na avenida Paulista, a Polícia Militar atacou os manifestantes com bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e balas de borracha.

Manifestantes, jornalistas que cobriam o evento, motoristas que transitavam no sentido contrário à marcha e pessoas que simplesmente caminhavam pela avenida no momento da confusão foram vítimas da violência policial. O professor de história da Universidade de São Paulo Henrique Carneiro, que participava da marcha, precisou de atendimento médico depois de ser atingido na cabeça por uma bomba de efeito moral.

Quatro pessoas foram detidas. Nos casos dos estudantes Lucas Gordon e Julio Delmanto, integrantes do coletivo Desentorpecendo a Razão (DAR), organizadores da marcha, a PM alegou no primeiro momento apologia à maconha mas depois justificou as prisões alegando desobediência. Gordon e Delmanto foram levados para o 78º DP. Arthur Tobias (preso depois que um policial tropeçou nele) e um rapaz identificado apenas como Cunha, foram para o 4º DP.

A intenção inicial dos organizadores era promover uma marcha pela legalização da maconha, a Marcha da Maconha, mas o desembargador Teodomiro Mendes, do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou a proibição no final da tarde de sexta-feira.

Antes da proibição os organizadores da marcha haviam fechado um acordo com o comando do 7º Batalhão de Polícia Militar, responsável pelo policiamento da avenida Paulista. Pelo acrodo, se a Justiça proibisse a Marcha da Maconha os manifestantes poderiam fazer um protesto pela liberdade de expressão desde que ocultassem referências á droga.

Nesta sábado, pouco antes da confusão, o capitão PM Benedito Del Vecchio ratificou o acordo. A negociação foi acompanhada pela reportagem do iG. Os manifestantes cumpriram o acordo e colaram fitas adesivas em todas as faixas e cartazes que continham a palavra maconha. Por volta das 15h, o capitão confirmou ao iG que os manifestantes até aquele momento cumpriam o combinado. "Até agora, está tudo certo. Eles estão se adequando."

Minutos depois que os manifestantes tomaram a avenida, no entanto, Del Vecchio determinou a desobstrução da Paulista. Policiais da Tropa de Choque, portanto cassetetes e escudos, partiram para cima dos manifestantes e, sem aviso prévio, começaram a disparar bombas e tiros de borracha.

Uma das primeiras bombas caiu no lado oposto da avenida, causando pânico entre motoristas, alguns deles com crianças nos carros. Gordon e Delmanto foram presos por carregarem o jornal do coletivo, DAR, “O Antiproibicionista”, que teria referências à droga.

Um grupo de manifestantes foi negociar com a PM. O capitão Del Vecchio deu prazo de 10 minutos para que a pista fosse desobstruída mas três minutos depois ordenou uma nova carga da Tropa de Choque.

Até então não havia confronto. Os manifestantes continuavam marchando pacificamente pela avenida aos gritos de “eu sou maconheiro com muito orgulho, com muito amor“ ou “ão, ão, ão liberdade de expressão”. Quando os ataques da PM se intensificaram, já no final da avenida, perto da rua da Consolação, alguns responderam jogando garrafas de vidro. A reportagem contou três garrafas atiradas pelos manifestantes. Nenhum policial ficou ferido.

Bombas e tiros foram disparados contra quem estava nas calçadas. O repórter do iG foi ferido nas costas por estilhaço de uma bomba de efeito moral quando estava na calçada. O repórter Fabio Pagotto, do “Diário de S. Paulo”, foi atropelado pela moto do tenente Feitosa e agredido por outros policiais quando tentou reclamar. O tenente se desculpou dizendo que a moto da Polícia Militar estava sem freio.

Grupos conservadores

A tensão começou ainda na concentração. Enquanto os manifestantes pró-maconha se reuniam no vão livre do Masp, um grupo de 25 manifestantes pertencentes às organizações conservadoras União Conservadora Cristã, Resistência Nacionalista e Ultra Defesa esperavam do outro lado da avenida, na frente do Parque Trianon.

Eles foram revistados pela PM, que também checou os documentos para saber se algum deles tinha passagem pela polícia. Embora rejeitem os rótulos de skinheads ou neonazistas, quase todos tinham os cabelos raspados. Alguns exibiam tatuagens com suásticas, a cruz pátea (ou cruz de ferro) e outros símbolos nazistas como a caveira com ossos cruzados usada pela SS, a tropa de elite de Aldolph Hitler.

“Não somos skinheads nem neonazistas. Somos conservadores. Alguns tiveram experiências na juventude e por isso têm tatuagens mas começaram a estudar a teoria conservadora e evoluíram. Alguns são carecas porque praticam jiu-jitsu”, explicou Antonio Silva, da Resistência Nacionalista.

Quando mais de 700 manifestantes pró-maconha (segundo a PM, ou 1.500 segundo a organização) iniciaram o protesto, eles marcharam em fila até o vão livre do Masp e se posicionaram com cartazes contra as drogas.

Apesar das orientações de ambas as partes para que não houvesse confronto, foi uma questão de minutos até que integrantes dos dois grupos partissem para a provocação. A situação quase saiu de controle quando o vendedor Bruno Leonardo, vestindo terno preto e óculos escuros, chamou os conservadores de egoístas.

Os manifestantes anti-maconha começaram a gritar de forma ameaçadora “fora CQC”, confundindo o vendedor com os apresentadores do programa humorístico da Band.

“Não era o CQC? Putz! Que mancada”, admitiu Antonio Silva.

A situação se acalmou quando a marcha saiu pela avenida Paulista aos gritos de “ei, polícia, maconha é uma delícia” ou “onha, onha, onha, eu quero debater”, ou ainda “ei Plínio Salgado (líder integralista brasileiro morto em 1975) fume um baseado”.

Quando a Tropa de Choque partiu brandindo os cassetetes nos escudos no encalço dos manifestantes, os conservadores foram ao delírio gritando “fora maconheiro, fora maconheiro”.

Acionada por meio da assessoria de imprensa, a PM não respondeu por que a ação foi violenta, por que jornalistas foram agredidos e por que o tenente Feitosa usava uma moto sem freio.


Editado por lobo.de.mibu, 22 maio 2011 - 02:14.

"Existe apenas uma maneira de refutar o Amanhã: morrer.
E o que nós queremos é que não haja morte, a do corpo o mais tarde possível, a da alma nunca."
Victor Hugo
Linha Defensiva no Twitter!
No one must take control over the Internet: Commotion
"The goal of the Web is to serve humanity"
"There's real poetry in the real world; Science is the poetry of reality."

#20
TUCHETECH

TUCHETECH

    Geek

  • Geek
  • PipPipPipPip
  • 1.305 posts
  • Sexo:Masculino
  • Local:Franca - SP
Boa tarde !



Como eu disse :


P S : Usaram a manifestação contra a proibição da macha; para fazer a mesma . Estratégia dos manifestantes/militantes da macha .


Parabéns ao(à) Governo Estadual de São Paulo, Tribunal de Justiça/SP e PM/SP .


E vi nesta reportagem acima que eles ( digo algum dos manifestantes ) queimaram a constituição ( uma parte da mesma ) . Que vergonha; um desrespeito à pátria .


Abraços

Editado por ELTM, 22 maio 2011 - 12:31.

"A morte do homem começa no instante em que ele desiste de aprender"




0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos