Johnnie

Qual melhor curso Superior Para ser programador

18 posts neste tópico

Olá a todos do LD!

Quero ser programador (de varias linguagens), sou um pouco autodidata, mas quero fazer um curso superior se possivel não-tecnologo, que suas matérias sejam focadas em formar um programador.

Já ouvi falar de um curso na Estacio que chama ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE, mas é tecnologo, só tem uma linguagem e meu colega disse que é voltado para ANALISTA, meu objetivo é DESENVOLVIMENTO (saber analisar, pra mim é uma consequencia de quem sabe desenvolver...)

Tks!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que nesse caso, o melhor curso é Bacharelado em Ciências da Computação...

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Johnnie, esse negócio de "programador de linguagem tal" faz tanto sentido quanto dizer que "fulano é motorista de Uno". Quem sabe dirigir, dirige qualquer carro. Quem sabe programar, programa independente da linguagem.

O foco que você quer é sim mais puxado para a Ciência da Computação. Mas talvez você fique um tanto desiludido quando perceber que programar é diferente de escrever código.

Escrever código é fácil. Programar envolve muita matemática.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, o curso de Ciências da Computação não é exatamente voltado para programação. Com certeza ela tem várias matérias sobre linguagens de programação (C/C++, java, php, etc), mas que graduem um programador, isso não irá acontecer.

É como o netcriptus mencionou, quem sabe programar, programa independente da linguagem. Se o seu objetivo é o curso superior, e você não quer tecnólogo, eu indico Ciências da Computação, pois lhe abre um leque de opções. Tem matérias que você como futuro programador precisa ter. Um exemplo é a matéria de Sistemas Operacionais e também Arquitetura de Computadores. Como programador é fundamental ter conhecimentos sobre o S.O em que você pretende programar. E não são somente estas matérias, tem várias outras super importantes.

E depois de formado se ainda o seu foco é programação, você se especializa em uma determinada linguagem ou em várias como você mesmo disse.

Uma dica é verificar o currículo do curso que pretende fazer. Converse com o pessoal da universidade, faça perguntas sobre o curso. A desistência em cursos assim é muito grande, pois o pessoal não verifica as matérias e acaba achando muito difícil.

Boa sorte na sua escolha! :legal:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa é uma dúvida que eu também tenho.

Ainda acho que a depender da sua residência (Sudeste/Sul) as dúvidas ainda ficam mais fáceis de serem respondidas. Normalmente o leque de opções é bem amplo e a qualidade dos cursos também.

O meu medo é me decepcionar. Sou entusiasta da área, mas não tenho certeza se a realidade é tão fantasiosa quanto o que eu projeto.

Pretendo fazer pequenos cursos e se a área me atrair, parto para a graduação (quando terminar a que estou cursando no momento). :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então nesse caso é mais facil fazer o tecnólogo...

Vou repassar um conceito que ouvi:

Diferença entre Graduado e Tecnólogo: Supondo-se que o curso fosse de cerveja, um graduado conheceria um pouco de cada cerveja e o tecnólogo, muito sobre uma só.

Então, vou encarar os cursos tecnólogos (2 anos em media de duração), como cursos normais, tipo SENAI E SENAC, porém mais aplicados.

Com relação a matemática que nosso amigo mensionou, eu já tenho estudado autodidata em c# (sei que é praticamente tudo feito em IDE, os prog. diferenciais são aqueles que sabem também fazer software "na mão") e tenho um tio que tinha uma micro empresa onde ele desenvolvia em PASCAL softwares personalisados para outras microempresas...Justamente pelo motivo de constante reciclagem que a área demanda, ele acabou indo pra algo nada a ver com programação..(se graduou em Nutrição, hj funcionário público desta área :o ) Por isso tenho investido em estudo de lógica e algorítimos...

Mas se eu for fazer um tecnólogo agora (2012), acho que vou optar por Java logo...

O que acham?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
O que acham?

Acho que sua analogia sobre cerveja pode ser melhorada.

Como técnico, você aprende as receitas de todas as cervejas que existem, e consegue preparar todas. Mas se surgir alguma cerveja diferente, você precisa fazer outro curso pra aprender a prepara-la. Se um cliente disser que prefere um sabor mais adocicado na cerveja, você precisa fazer outro curso pra aprender a por esse sabor adocicado.

Como graduado (seja cientista ou engenheiro da computação) você não vai estudar nenhuma receita pronta de cerveja. Vai aprender ingrediente por ingrediente pra que ele serve, quanto se põe e por que. É mais difícil, mas no final do curso você pode preparar a cerveja que quiser, do jeito que quiser, sem precisar de curso nenhum adicional pra isso. Se sair uma cerveja nova, só lendo os ingredientes você sabe que gosto ela tem, sabe como preparar, e sabe até melhorar a sua receita. Se alguém pedir algo diferente, você sabe exatamente como fazer.

Sendo mais claro aqui: o técnico é o imediato. É aquilo que o mercado precisa agora. Como o mercado muda, o técnico sempre tem que mudar também, sempre fazer cursos pra correr atrás do mercado. O graduado é o cara que tem a base, o fundamento. Ele não é o que o mercado precisa, mas ele pode virar isso em questão de uma semana, em qualquer fase que o mercado esteja.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá a todos.

Qualquer UM dos cursos superiores dos sugeridos acima. Além de dar as bases, dá o canudo. Dá alicerces firmes, enfim.

Depois (ou durante a licenciatura), outros cursos de programação.

Caso quisesse programação "base", código binário. Mas isto daria qualquer gajo em maluco! Bom, era preferível hexadecimal.

Agora a falar a sério, há muitas linguagens de programação. Convém escolher as mais usadas. Uma dica: segundo o Steve Gibson, do www.grc.com, a linguagem assembly dá para tudo.

Abraços a todos.

Editado por Anthmann

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O programador não precisa ser graduado em ciência da computação ou algo do tipo.

Tenho um amigo desenvolvedor que ele quero cursar estatistica na UFBA.

Então não vejo nada relacionado.

Ele trampa com 5 linguagens de programação.

Java(j2se/j2ee/jsp....)

PHP,

C++,

Java Script jquery.

E Ruby.

Como ele quer cursar algo relacionado a matemática então está de boa pra ele.

A base de toda linguagem é o portugol.

Não vejo nada disso quando você quer aprender a programar.

Apenas estudar.

:tchau: :legal:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
A base de toda linguagem é o portugol.

Portugol é o português estruturado. Ele só engloba o paradigma procedural.

Ele não representa linguagens funcionais (Haskell), orientadas a objetos (Flavors), orientadas a lógica (Prolog), linguagens que suportam Lambda-Calculus (Javascript), e qualquer outro paradigma fora do procedural.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá a todos.

Concordo consigo, shigure. Mas na hora de arranjar emprego, ou até do salário, nada como um "canudo" superior, apoiado por alguns cursos complementares: o saber não ocupa lugar, e convém sempre provar o que se sabe com diplomas. Por exemplo, aprendi Basic e Pascal por mim, e até sabia mais disso do que vários professores meus de computação e de programação quer tive nas duas licenciaturas quer tirei. Isso ajudou-me a tirar 18s e 19s (0 a 20) em várias cadeiras relacionadas com informática.

Continuo a afirmar que assembly é a linguagem que dá para tudo.

Abraços a todos.

Editado por Anthmann

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Continuo a afirmar que assembly é a linguagem que dá para tudo.

Não dá pra web. Não dá pra aplicativos gráficos.

E principalmente, não dá pra aplicações muito complexas, por que o tanto de código exigido para tarefas simples fazem com que o assembly seja impossível de ser gerenciado para projetos grandes.

Além disso tem o problema de portabilidade. Mude o processador e seu assembly tem que ser alterado na maior parte do código.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá... eu tava meio sumido.. devido fim de semestre na faculdade hehe mas to de volta =)

Olha, um bom curso, seria sistemas de informaçoes ou ciencia da computaçao, como meus outros amigos disse aí..

Mas o curso de Engenharia da Computaçao também é bom.. apesar de voce não ver uma ampla variedade de linguagens.. mas pelomenos na minha faculdade.. as pessoas que fazem Eng.Computaçao veem, linguagem C, C++ e um pouco de java..

Mas voce também tem que ter cuidado, pois como o nosso amigo ali em cima disse, programar é diferente de escrever código... pesquise para não chegar la na frente e se arrepender de algo feito..

att

Esfera ^^

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse negócio que vai fazer faculdade de Ciências da Computação e, vai sair de lá programador esquece!

Me formei em Ciências da Computação pela PUC, e fiz pós graduação em Desenvolvimento de Software, hoje com 25 anos, te digo que estou começando a engatinhar... faculdade da apenas deu uma base, se você quer se aprofundar e realmente ser um programador, digo programador não esses meliantes que vemos por ai metidos a esperto, sem preparo algum para participar de projetos importantes, se é isso que você quer pode começar já! e por conta própria...

Porque a caminhada é dura, não sera com meia duzia de livros que você vai dominar o mundo não uahshahsuhaushuahsu :D

Boa sorte e bons estudos!

Editado por Myssbot

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Não dá pra web. Não dá pra aplicativos gráficos.

E principalmente, não dá pra aplicações muito complexas, por que o tanto de código exigido para tarefas simples fazem com que o assembly seja impossível de ser gerenciado para projetos grandes.

Além disso tem o problema de portabilidade. Mude o processador e seu assembly tem que ser alterado na maior parte do código.

Olá, netcriptus.

Obrigado pela correção, e até foi um exagero, confesso... *blush*.

Em webs, aprendi por mim mesmo o suficiente de html, php, cgi, css, etc., para usar o bloco notas para fazer/editar/etc. páginas. Em javascript, só dou uns toquezinhos, e fraquinhos... Em gráficos, já (quase) nada, uso minimamente alguns freewares, e alguns recursos online para botões, banners, etc. Em flash, bem, só sei adaptá-lo para o inserir em páginas.

Mas continuo a insistir numa licenciatura, dá o status, dá a facilidade de emprego, dá credibilidade, enfim.

Um primo meu tem uma licenciatura em informática de gestão. Na altura em que se licenciou ainda se inscreveu para tirar o mestrado (e depois ainda queria tirar o doutoramento). Ficou-se apenas pela licenciatura: nem que se "dividisse" em dez conseguia "meter-se" em tudo o que lhe tem aparecido. Bem, ao menos ganha praticamente o que quer, e dá-se ao luxo de recusar imensas coisas que lhe vão aparecendo, especialmente por falta de tempo.

Abraços a todos, e Bom Natal.

Editado por Anthmann

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Johnnie...

Para programar basta estudar! Sou formado em Ciências da Computação. Realmente vimos muitas linguagens de programação, porém somente superficial. Temos que nos aprofundar, se especializar, enfim fazermos outros cursos de capacitação a fim de que possamos adquirir conhecimento necessário para programar. O básico seria [é] a linguagem C / C++. No entanto, o Pascal, Delphi, e atualmente Java, PHP e sem sombras de dúvidas HTML e suas extensões, bem como Ruby OnRails, Python... São algumas das linguagens que devem ser estudadas para se ter noções de programação. Isso é uma área muito particular. Cada um estuda o que gosta. Você, com certeza, vai gostar de algumas linguagens, bem como irá se decepcionar com outras, mas faz parte. Quanto ao curso superior, minha opinião é realmente Ciências da Computação. O interessante é você ser curioso e ir atrás de tutoriais, apostilas que satisfaçam as necessidades que, por ventura, venham a aparecer.

Espero ter ajudado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal,

muito obrigado! agora adicionei novissimos conceitos e decidi que vou faazer ciencia da informação mesmo!

tks,

Johnnie. :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.